jusbrasil.com.br
28 de Março de 2020

EMPRESA DE ALIMENTOS GARANTE QUE NÃO HÁ PROBLEMA COM COMIDA DOS PRESOS

O sócio-proprietário da Cial Alimentos S.A empresa que fornece alimentação a presos do estado , Frederico Valente, garantiu que os problemas apontados durante vistoria, realizada no dia 18 de março, pela Comissão de Segurança Alimentar da Assembleia Legislativa do Rio, no Complexo Penitenciário de Gericinó, zona Oeste do Rio, foram resolvidos. A afirmação foi feita durante audiência pública, nesta terça-feira (12/06), em resposta às dúvidas dos membros do colegiado, que já ouviram o secretário de Estado de Administração Penitenciária (Seap), César Rubens Monteiro de Carvalho, e nutricionistas da Seap. Para saber como ocorre todo o processo relacionado à alimentação oferecida aos presos, ouvir o outro lado é essencial defendeu a presidente da comissão, deputada Lucinha (PSDB).

Das empresas convidadas para a audiência Real Food, Cial Alimentos S.A, Iniciativa Primus e Home Bread , somente a Cial, fornecedora de quentinhas para as penitenciárias Esmeraldino Bandeira e Muniz Sodré, mandou representantes. A Alerj é um espaço para a discussão de questões relevantes para o povo do estado do Rio. Confirmar presença e não aparecer é fugir do debate, lamentou o deputado Alessandro Calazans (PMN). Deixar de prestar esclarecimentos à população é a confirmação de que o serviço não está sendo bem executado, argumentou a deputada Rosangela Gomes (PRB), membro do colegiado.

Durante a audiência, a comissão confrontou o representante da Cial com uma série de documentos, dentre eles um relatório de fiscalização da Seap de 2010, que mencionava que as quentinhas estavam com o peso fora dos padrões do contrato de licitação, que os cardápios mensais continham alimentos que não apareciam no contrato e que a frequência das refeições servidas era inadequada. Frederico Valente reiterou que esses problemas já foram resolvidos: Nossa cozinha está de portas abertas para os deputados que quiserem visitá-la.

(Texto de Priscilla Daumas)

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)